Pico de Performance: o que é e porque é importante

Quem treina está constantemente à procura do pico de performance, quando está no seu melhor. Sabe o que significa e como lá chegar.

O pico de performance, como o nome indica, é quando estamos com todas as nossas capacidades no seu ponto de performance mais elevado. Isto acontece após vários ciclos de treino onde manipulamos o volume e intensidade de forma a potenciar os nossos ganhos. De acordo com Marco Brito, head coach da CrossFit Alvalade IV, “usamos picos de performance e escolhemos alturas específicas do ano para estares na tua melhor forma de sempre, como o Team Battle, o CrossFit Games Open, etc. Trabalhamos com aumentos de volume e a intensidade ao longo das semanas e vamos repetindo os ciclos com maior ênfase na intensidade e reorganizando o volume. Assim conseguimos uma constante evolução e minimizamos a possibilidade de lesão”.


Mas, tal como o treino de alta intensidade não pode ser feito todos os dias (quem treina sempre a alta intensidade, nunca treina a alta intensidade) também não é possível manter uma performance elevada ou máxima (pico de performance) em todos os momentos. A questão é que treinamos o nosso corpo para trabalhar no limite. Queremos ser o mais fortes possível, o mais rápidos possível, com mais capacidade e tolerância que conseguirmos. Mas também é bastante exigente para o corpo manter este nível de performance. Segundo o head coach, “o desgaste nos tecidos e articulações levam a uma constante regeneração dos mesmos e nem sempre a taxa de recuperação é positiva, o que exige uma alimentação e descanso adequado”. Contudo, o desgaste psicológico e neurológico não é tão facilmente recuperado, por isso é que depois de um pico de performance temos de dar oportunidade ao corpo de “descarregar” (deload) e recuperar, preparando o mesmo para um novo ciclo de trabalho.

Como chegar ao pico de performance

Para chegares ao teu pico de performance precisas de definir objetivos e ter autodisciplina para alcançar os mesmos.

Ken Ravizza foi um dos primeiros psicólogos desportivos a publicar um estudo com as experiências de atletas durante o seu pico de performance. Mais de 80% dos atletas identificaram os seguintes atributos: inexistência do medo de perder, inexistência de pensamentos sobre a performance em si, foco total na atividade, o facto de a performance fluir naturalmente e sem esforço e o sentimento de estar em total controlo da situação. É claro que o ideal é seres acompanhado por um treinador que te ajuda a estabelecer objetivos, os vais ajustando, faz o planeamento de treino, uma análise física constante e oferece feedback, entre outros.

Se estás interessado sabe mais sobre a nossa equipa de treinadores ou sobre o nosso serviço de personal training.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Name *